SEGURO OBRIGATÓRIO


O DPVAT- seguro de danos pessoais causados por veículos, mais conhecido por seguro obrigatório, visa amparar a vítima de acidente de trânsito, seja pedestre, seja passageiro ou motorista. As indenizações são pagas por vítima, independentemente da apuração de culpa ou da identificação do veículo causador dos danos, mesmo que o proprietário do veículo não esteja em dia com o seguro. O seguro obrigatório é pago anualmente pelos proprietários de veículos, junto com o licenciamento.

A indenização, em caso de morte é de R$ 13.500.00 e até esse valor em caso de invalidez permanente, desde janeiro de 2005, e até R$ 2.700,00 para as despesas de assistência médica. O direito de requerer a indenização termina em dois anos.

Para tratar do recebimento da indenização devida à vítima ou ao beneficiário legal, é preciso procurar uma companhia de seguros e não é preciso intermediação de despachante mas é necessária a apresentação de vários documentos, dependendo das circunstâncias. O prazo para o beneficiário receber a indenização costuma ser de 30 dias após a entrega da documentação completa.

Em caso de dúvida, o interessado pode recorrer à central de atendimento do DPVAT, de 2ª a 6ª feira, de 8h às 20h e aos sábados de 9h às 15h, pelo telefone 0800-22 1204, ou pelo site www.dpvatseguro.com.br.

Cuidado!

Há um intermediário incômodo a ser evitado, especialmente pelas pessoas mais vulneráveis -- o agenciador de certas funerárias, que tenta obter da família a assinatura de um ‘papel para cuidar de todas as providências do funeral’. Esse papel, em geral, é uma procuração que dá ao agenciador ou à funerária o direito de receber o seguro. Além de não informar o valor correto da indenização, com freqüência, cobra preços exorbitantes pelos serviços que presta. O Parque Paraíso informa mas não pede nem aceita procuração para recebimento de seguro.